Home > Blog > Saiba quais são os cuidados mais importantes nas primeiras semanas de vida do bebê

Saiba quais são os cuidados mais importantes nas primeiras semanas de vida do bebê

Saiba quais são os cuidados mais importantes nas primeiras semanas de vida do bebê

Muitas pessoas já presenciaram o momento radiante quando os novos pais chegam do hospital com o bebê no colo esperando o carinho da família e da comunidade. Entre todos os cuidados mais comuns, a preocupação excessiva dos pais com a saúde da criança é a mais compreensível. Contudo, é necessário ter calma porque são poucos os cuidados de saúde que os pais precisam se atentar e nem sempre é irresponsável deixar a natureza e o amor da família guiarem os pais na encantadora missão de criar um filho. Focar-se nas atitudes cotidianas, como cuidar da limpeza corporal para evitar infecções, prestar atenção na vacinação e tomar cuidado com exposições desnecessárias, é o segredo para que tudo ocorra bem e o bebê cresça saudável e feliz.


O teste do pezinho

Segundo a APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), o teste do pezinho é responsável por diagnosticar mais de 50 doenças, sendo que muitas delas podem não apresentar sintomas no nascimento da criança. Com poucas gotinhas de sangue, é possível impedir o desenvolvimento de doenças genéticas ou metabólicas que causam sérios prejuízos à qualidade de vida. Na triagem básica, é possível detectar desde hipotireoidismo congênito até anemia falciforme, por exemplo.


A primeira vacina do bebê

Ainda no hospital, a primeira vacina obrigatória é contra a hepatite B. Após sete dias, os pais precisam levar a criança para um centro de saúde para receber a vacina da BCG, responsável por combater a tuberculose, perigosa no período próximo ao nascimento, pois a imunidade da criança ainda está sendo formada e não é tão forte quanto a de um adulto.

Além disso, é nesse período que os pais recebem o cartão de saúde da criança, um documento importantíssimo que deve ser guardado em local seguro e sempre levar quando a criança for tomar uma nova vacina.


O terrível Aedes aegypti

Para impedir que os mosquitos infectados cheguem perto do seu bebê, é interessante conhecer o hábito do inseto. Segundo Drauzio Varella, médico e escritor da área da saúde, apenas as fêmeas dos mosquitos precisam se alimentar de sangue e seus horários de caça se limitam nos horários diurnos. Além de dormir à noite, recém nascidos podem tirar até três sonecas por dia, segundo o site Pediatria em foco.  Isso pode ajudar para que o mosquito não chegue perto do bebê, pois ele estará dormindo em local fechado e, de preferência, cercado por um mosquiteiro. Colocar telas nas janelas e nas portas também pode auxiliar na defesa do neném, além de roupas que cubram todo o corpo quando levar o bebê para passear. No entanto, é necessário sempre perguntar para o pediatra responsável sobre o uso de algum tipo de inseticida ou repelente, para que não haja problemas de saúde como alergia ou irritação.