Home > Blog > Infecção urinária é mais comum em mulheres

Infecção urinária é mais comum em mulheres

Popularmente chamada de infecção urinária, a Infecção do Trato Urinário (ITU), é um quadro infeccioso que pode acometer qualquer parte do aparelho urinário. Na maioria dos casos, atinge principalmente a parte inferior, composta pela uretra e pela bexiga.

 

A origem da infecção urinária, na maioria das vezes, está no desenvolvimento de bactérias, provenientes do sistema intestinal da própria pessoa. Estas bactérias são chamadas de enterobactérias, e a mais comum delas é a Escherichia coli, ou E. coli como é mais conhecida. Higiene íntima incorreta e má hidratação facilitam a contaminação do trato urinário pela bactéria, podendo levar a infecção.

 

Na população adulta, a maioria das vítimas de infecções urinárias ocorre em mulheres. Alguns fatores ajudam nessa maior incidência de ITU na população feminina, como tamanho diferente da uretra, e alterações decorrentes da gravidez por exemplo.

 

Segundo o médico José Roberto Gonçalves, responsável pelo atendimento em urologia na Pronto Saúde, essa diferença de tamanho da uretra é desfavorável para as mulheres. “Mesmo não sendo o único responsável, o menor tamanho da uretra feminina facilita a ascensão da bactéria até a bexiga, ou até mesmo ao trato urinário superior, representado pelos rins”, explica o médico.

 

O médico lembra também que, uma boa hidratação e o hábito de não segurar a urina por muito tempo, podem ajudar a evitar a infecção urinária. Tomando esses cuidados fica mais difícil que a bactéria alcance a bexiga e cause a doença.

 

Quando a infecção se instala os principais sintomas são: ardência ao urinar, aumento no número de vezes que vai ao banheiro, sensação de esvaziamento incompleto da bexiga e desconforto abdominal abaixo do umbigo. Alguns casos podem evoluir com febre e hematúria (presença de sangue na urina).

 

Na presença de sintomas o paciente deverá passar por uma avaliação médica, e se confirmado o diagnóstico, iniciar o tratamento. “A maioria dos casos de infecção urinária são tratados facilmente, sem a necessidade de internação. Porém quando ocorre a demora no início do tratamento, esse tipo de infecção pode ter consequências graves.”, finaliza o médico.