Home > Blog > Esclerose múltipla: saiba mais sobre essa doença e entenda o que ocorre com o organismo portador

Esclerose múltipla: saiba mais sobre essa doença e entenda o que ocorre com o organismo portador

Existem muitas dúvidas sobre a esclerose múltipla e, ao contrário do que muitas pessoas pensam, não se trata de uma doença mental, contagiosa ou suscetível de prevenção. Segundo a ABEM (Associação Brasileira de Esclerose Múltipla), a estimativa é que, no Brasil, 35 mil pessoas tenham a doença. Já em nível mundial, cerca de 2,5 milhões de pessoas possuem esclerose múltipla. 

A doença ocorre quando as células de defesa do organismo atacam o próprio sistema nervoso central, provocando lesões medulares e cerebrais. Trata-se, portanto, de uma doença neurológica, crônica e autoimune.

As causas ainda são desconhecidas e não tem cura. O tratamento para esclerose múltipla consiste em amenizar os efeitos e controlar o avanço da doença. Existem muitos estudos sobre o assunto e eles buscam um crescimento na qualidade de vida dos portadores, que, atualmente, são jovens, em sua grande maioria mulheres de 20 a 40 anos.

A esclerose múltipla manifesta-se por meio de vários sintomas, entre eles: alteração do equilíbrio da coordenação motora, disfunção intestinal e da bexiga, depressão, dor nas articulações, fadiga intensa e fraqueza muscular.

O diagnóstico da doença é realizado por um médico especialista, que analisa o histórico clínico do paciente e solicita alguns exames, como ressonância magnética, exame de sangue e de líquor.

30 de agosto - Dia Nacional de Conscientização sobre a Esclerose Múltipla

Há 10 anos, a data é comemorada no Brasil, e é fruto do trabalho da ABEM, que há mais de 30 anos presta serviços à população. Esse dia foi escolhido, pois, em 30 de agosto, nasceu Ana Maria Levy, fundadora da associação. A ideia é buscar representatividade nacional e aumentar a visibilidade sobre a doença, seus pacientes e os desafios que eles enfrentam todos os dias.