Home > Blog > Entenda como alguns comportamentos podem intensificar a queda de cabelo

Entenda como alguns comportamentos podem intensificar a queda de cabelo

Quando estamos no banho, geralmente aparecem fios de cabelos soltos nas mãos enquanto massageamos o couro cabeludo, mas isso não significa necessariamente problema de queda de cabelo. Todos os dias, é possível que uma pessoa perca, em média, 120 fios de cabelo. Entretanto, quando há uma quantidade anormal de fios soltos no chão ou no travesseiro, é necessário buscar um dermatologista para saber a causa dessa irregularidade. “Quando um paciente nos procura com problemas de queda de cabelo, realizamos uma série de exames para saber qual a causa dessa queda. Não existe fórmula mágica e cada caso é um caso”, esclarece Dra. Ana Luiza Magnabosco de Mathias, médica dermatologista e cirurgiã dermatológica da Pronto Saúde. 

Logo, se a queda de cabelo é multifatorial, é necessário buscar tratamento definitivo de acordo com a constatação médica. “Atendemos, em sua maioria, casos de eflúvio telógeno, condição reversível, relacionada a fatores como estresse, deficiências nutricionais, pós cirurgias, dentre outras”, explica Dra. Ana Luiza. 

Além da avaliação dermatológica, algumas mudanças comportamentais podem auxiliar na manutenção dos fios. Listamos algumas atitudes rotineiras que podem auxiliar – ou até mesmo ser a causa – da queda de cabelo.

1)Má alimentação
Importantes para a ação do metabolismo celular e divisão de células, as vitaminas do complexo B, como a biotina, ajudam a manter a saúde da pele, das unhas e dos cabelos. Como não são produzidas pelo organismo, é necessária uma alimentação rica deste complexo de vitaminas, de forma constante, para estabelecer uma boa saúde dos fios. “A anemia, por exemplo, é uma doença que provoca a queda dos fios”, diz Dra. Ana Luiza. 

2)Tratamentos químicos constantes
Muitos tratamentos químicos, se realizados constantemente, podem quebrar os fios, pois alguns processos utilizam substâncias que são irritantes para a pele e seus anexos. Além disso, a famosa chapinha e o secador também podem ser vilões para o cabelo. “É necessário muito cuidado com a temperatura da prancha modeladora e do secador para não romper os fios. Se utilizados todo dia, a prancha e o secador podem retirar a umidade natural do fio, ocasionando sua quebra”, alerta a dermatologista. A recomendação é utilizar o secador com 30 centímetros de distância da cabeça.

3)Penteados
“Deve-se ter muito cuidado com penteados que tencionam os cabelos, pois promovem a quebra do fio e podem causar até inflamações em casos mais sérios”, alerta a médica.

4)Stress
Quando estamos estressados, o corpo utiliza mais energia do que o usual. No entanto, quando o estresse é algo constante, acaba se tornando um forte inimigo para a saúde do cabelo.

5)Alterações hormonais
As alterações hormonais em nosso organismo também podem ser uma das causas da queda. “Irregularidades com glândulas endócrinas, como por exemplo na tireoide, podem provocar a disfunção na produção hormonal, acarretando a queda de cabelo”, afirma Dra. Ana Luiza.