Home > Blog > Descubra qual é o melhor método contraceptivo para você

Descubra qual é o melhor método contraceptivo para você

A extensa diversidade de métodos contraceptivos disponíveis no mercado, apesar de abranger praticamente todas as necessidades das mulheres, também causa desconforto em algumas usuárias que buscam, há muito tempo e sem sucesso, o melhor contraceptivo para a sua rotina. Essa falta de adaptação ao método contraceptivo escolhido pode ocorrer porque é necessário avaliar a história clínica, antecedentes pessoais e familiares, além dos hábitos ou necessidades de cada mulher. 

Embora pensar sobre os hábitos frequentes e ciclo menstrual auxilie na eliminação de opções, apenas o ginecologista está apto para indicar o método mais apropriado para cada mulher. “Fazemos um estudo completo e individual das necessidades da paciente e, dependendo da decisão, é necessária a visita ao ginecologista mais vezes por ano, pois alguns métodos contraceptivos pedem manutenção”, afirma Mariana Procópio Cavalari, ginecologista da Pronto Saúde.    

Antes de começar a listagem de opções, é importante saber que outros contraceptivos não atendem todas as necessidades além de evitar a gravidez, isto é, proteger seu corpo de doenças sexualmente transmissíveis. “É imprescindível o uso de camisinha nas relações sexuais até mesmo com parceiro fixo”, diz Mariana.

Você se encaixa em algum destes caso? Conheça um pouco sobre os melhores métodos contraceptivos disponíveis no mercado: 

1.) Não sou disciplinada e não consigo me adaptar com as pílulas 
Não esqueça que a responsabilidade do planejamento familiar não recai apenas para a mulher dentro de uma relação. O seu parceiro, quando utiliza a camisinha, além de evitar uma gravidez indesejada, também protege o casal de possíveis transmissões de doenças. Se a sua médica não receitou o uso da pílula por outras questões de saúde, a pílula anticoncepcional não é uma obrigação feminina. Para mulheres que gostam de outras opções além de pílulas, existem as injeções anticoncepcionais, que podem ser de 1 mês ou 3 meses de efeito.  

2.) Não pretendo ter filhos / Viajo muito e não tenho acesso fácil aos remédios
São inúmeras opções para quem gostaria de algo mais durável do que pílulas de hormônios diária. Além do DIU de cobre, há também o SIU hormonal, conhecido por diminuir o ciclo menstrual de muitas mulheres. Há também o implante subcutâneo. Para tempos mais curtos, existe o anel vaginal, cuja validade se limita, no máximo, até a terceira semana após inserção.

3.) Estou amamentando e tenho medo de engravidar novamente
“Mulheres em processo de amamentação só devem consumir pílulas apenas com progesterona”, alerta a ginecologista.

4.) Tenho problemas com os hormônios do anticoncepcional
“Cada mulher reage de uma maneira aos métodos contraceptivos. Consultas com um profissional são sempre importantes para saber qual o problema e qual o melhor método”, afirma Mariana.