Home > Blog > Cuidado com as queimaduras

Cuidado com as queimaduras

Durante todo o ano, em torno de 1 milhão de pessoas sofrem queimaduras no Brasil


O mês de junho é marcado pelos dias mais frios e, lógico, pelas tradicionais festas juninas. No entanto, essas duas características são responsáveis por uma triste estatística: nesse mês aumenta o registro de queimaduras, segundo o Ministério da Saúde. Por conta disso, foi criado o “Dia Nacional de Luta Contra as Queimaduras”, que é celebrado em 06 de junho.

Queimaduras por fogos de artifício e por líquidos quentes são as mais comuns nessa época. Além da dor, algumas queimaduras deixam sequelas pelo resto da vida. “Em casos de queimaduras, deve-se lavar o local com água corrente, proteger a área atingida e procurar atendimento médico imediatamente”, diz Ana Luiza Magnabosco de Mathias, médica dermatologista da Pronto Saúde. 

Segundo a médica, para evitar as queimaduras, principalmente em crianças, o conselho é ter cuidado. “Durante churrascos, por exemplo, deve-se evitar o uso de álcool para acender a churrasqueira. Para isso, é mais seguro usar acendedores. Além disso, a cozinha não é lugar de criança: é lá onde acontece a maioria das queimaduras em ambiente doméstico”, afirma.
 
As queimaduras destroem de forma parcial ou total as camadas da pele, podendo atingir até mesmo partes mais profundas, como tecido celular subcutâneo, músculos, tendões, nervos e ossos. As queimaduras são classificadas de acordo com a sua profundidade e tamanho, sendo geralmente mensuradas pelo percentual da superfície corporal acometida, de acordo com a Sociedade Brasileira de Queimaduras.

Graus das queimaduras

1° grau
Envolvem apenas a epiderme, a camada superior da pele. Vermelhidão e dor forte são os principais sintomas. Não há sequelas e as feridas melhoram no prazo de até uma semana.

2º grau
Atualmente, as queimaduras de 2° grau são divididas em duas categorias: superficial e profunda. As queimaduras superficiais de 2° grau atingem a epiderme e a parte superior da derme. Além de ter os mesmos sintomas das queimaduras de 1º grau, há também surgimento de bolhas e umidade na lesão. Normalmente, a cura pode levar até três semanas e não há cicatriz.

As queimaduras de 2º grau profundas acometem toda a derme. Esse tipo de queimadura pode até ser menos dolorosa que as queimaduras mais superficiais, pois também há risco de destruição das terminações nervosas da pele. As queimaduras de 2° grau profundas deixam a pele seca e sem pelos. A cicatrização demora mais que um mês e deixa cicatrizes. 

3º grau
São muito profundas e podem atingir inclusive atingir os ossos. São lesões indolores e acinzentadas, que só podem ser curadas com cirurgias e enxertos. 

Fonte: Sociedade Brasileira de Queimaduras